Biden alerta empresários para possível ciberataque da Rússia.

 

         Caro leitor, você sabe como funcionam os ciberataques? Em sua maioria, os hackers usam ferramentas de inteligência artificial que realizam o trabalho e reportam ao indivíduo os dados que conseguiu acessar e coletar.

          Normalmente, esses softwares são encontrados na Deep Web, onde também é possível encontrar bancos de dados com informações vazadas. Portanto, não é necessário que o hacker possua conhecimento sobre programação para realizar um ataque, tornando assim, essa prática ainda mais fácil quando as empresas não dão a devida importância para a cibersegurança.

          Diante disso, por dentro do atual cenário global, na última segunda-feira (21) o presidente Joe Biden pediu às empresas norte-americanas que se protejam de possíveis ataques cibernéticos realizados pela Rússia em resposta às sanções ocidentais impostas a Moscou por causa de sua ofensiva na Ucrânia.

         “É uma obrigação patriótica investir o quanto puderem em assegurar a infraestrutura tecnológica para lidar com ciberataques”, disse Biden. “A magnitude da capacidade cibernética russa é significativa e está a caminho”, acrescentou também: “Meu governo reitera essas advertências se baseando nos dados dos serviços de inteligência em constante evolução, segundo os quais o Estado russo analisa diferentes formas de possíveis ciberataques”, escreveu o presidente em um comunicado divulgado pela Casa Branca.

         A fala do presidente norte-americano aconteceu durante evento da organização Business Roundtable, que reúne executivos e lobistas das principais empresas dos Estados Unidos, em Washington. Além disso, Biden agradeceu aos empresários por adotarem medidas relacionadas à retaliação da invasão da Rússia sobre a Ucrânia, incluindo a suspensão temporária de atividades em solo russo “sem ninguém requisitar”.

         A relação entre Rússia e EUA está perto de se romper após comentários de Biden sobre Putin, na qual o então presidente dos Estados Unidos, chamou o líder russo de “ditador assassino” e disse acreditar que o mesmo é um “criminoso de guerra” por seus ataques contra a Ucrânia. .

         Vale lembrar que os Estados Unidos e a Rússia são os países com as maiores forças armadas do mundo, eles também detêm os maiores arsenais de armas nucleares, assim, não seria nada seguro para o mundo se ambas potências globais entrassem em crise, tanto nuclear quanto digital, ou seja o resultado pode ser desastroso não só para os dois países, como para o resto do mundo.

 

Por Vitória Ribeiro

Estagiária

 

FONTE

https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/afp/2022/03/21/biden-pede-a-empresas-americanas-que-se-protejam-de-possivel-ciberataque-russo.htm